SaporeDiVino

Dica Básica de Harmonização

O conceito básico para se fazer a harmonização é o bom senso, então é muito importante que não ditemos regras sobre o assunto, o que precisamos é de um equilíbrio entre o vinho e a comida, de modo que um não se sobreponha sobre o outro, e façam juntos um perfeito casamento.

Existem várias técnicas para fazer a harmonização vinho – comida, as mais conhecidas são a harmonização por analogia (concordância) e a por contraste, mas para que a gente não entre na especificidade dessas técnicas vamos simplificar para que você possa entender de uma forma mais clara.

Para começar a entender sobre Harmonização é preciso entender uma coisa, os vinhos eles têm um corpo, e esse corpo pode ser leve, médio ou encorpado. Para ficar um pouco mais claro vamos fazer uma comparação.

Imagine a sensação da água na sua boca, quando você bebe a água a gente sente que é leve, diferente do suco de laranja que por conta dos pedaços de gomos, que muitas vezes sentimos, identificamos certo peso.  Se imagine agora bebendo um suco de manga, ele é ainda mais concentrado, podemos dizer que ele tem mais corpo.

O mesmo acontece com o vinho, apesar das diferenças serem um pouco mais sutis, mas elas existem também. Então nos temos os vinhos mais leves, os médios e os encorpados.

E um dos fatores para harmonizar vinho e comida é tomar como base o peso. A comida mais leve combina com o vinho mais leve, e a comida mais pesada com um vinho mais encorpado. E por esse motivo normalmente, harmonizamos vinhos tintos encorpados com carnes vermelhas que são mais pesadas, pratos mais complexos de sabores marcantes, já para vinhos brancos os peixes, as aves, as massas com molhos suaves, pratos leves se harmonizam melhor.

Quando falamos de vinhos leves podemos levar em consideração seu teor alcoólico, vinhos com teor alcoólico, mais baixos são mais leves, como por exemplo, os vinhos brancos, alguns rosés e os espumantes.

Já vinhos mais encorpados normalmente possuem uma graduação alcoólica mais alta, por exemplo, os vinhos tintos.

Uma coisa que eu queria deixar claro é que o vinho rosé é considerado um vinho coringa, ele pode se harmonizar bem com carnes brancas e também com carnes vermelhas, vai depender do seu corpo, corpo mais leve, comidas mais leves, mais encorpado, comidas mais pesadas. Te dou uma dica de uma combinação interessante que é a pizza margherita com um espumante rosé, prove, você vai gostar.

Agora a dica mais importante! Você deve prestar atenção as suas preferências pessoais, afinal de contas você só vai conseguir fazer uma boa harmonização se o encontro entre o vinho e a comida te proporcionar prazer!

Se você gostou do post que tal compartilhar com amigos e familiares. Basta escolher uma das redes sociais: Facebook, Twitter e Google+.

Qualquer dúvida ou sugestão é só DEIXAR SEU COMENTÁRIO aqui embaixo!

6 comentários sobre “Dica Básica de Harmonização

    1. Iaponira DinizIaponira Diniz Autor da Postagem

      Oi Lindslei,
      Depois nos conte o que achou dessa harmonização. 🙂
      Grande abraço,
      Iaponira & Massimiliano

    1. Iaponira DinizIaponira Diniz Autor da Postagem

      Oi Rosângela,
      A coisa boa do mundo dos vinhos é que a gente pode sempre provar para ver aquilo que nos agrada.
      Depois nos conte se você gostou. 🙂
      Grande abraço,
      Iaponira & Massimiliano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *