SaporeDiVino

Conhecendo os Graus de Doçura dos Espumantes

Grau de Doçura

O vinho espumante por natureza é seco, pois o açúcar que encontramos na uva é consumido totalmente pelas leveduras. Para ajustar o produto às diferentes preferências em relação ao grau de doçura, usa-se o licor de expedição (liqueur d’expèdition) – basicamente uma mistura de vinho, açúcar e destilado – que é adicionado no momento da retirada dos resíduos das leveduras (método Champenoise) ou antes do engarrafamento (método Charmat).

A doçura de um espumante é um elemento característico da sua estrutura, e tem relação direta com o seu sabor, gerando classificações que vão do Extra Brut ao Doce.

Vamos então conhecer e desmistificar esses graus de doçura:

icone uva cinzaExtra Brut

Possui menos de 6 gramas de açúcar por litro. Na boca, você pode sentir uma leve sensação de suavidade. Ideal como acompanhamento para risoto e leves pratos à base de peixe.

icone uva cinzaBrut

Menos de 15 gramas de açúcar por litro, o clássico dos clássicos, cada “Grande Maison” que produz seu champanhe ou espumante tem o seu cavalo de batalha. No seu sabor se nota ligeiramente uma presença de açúcar. Bolhinhas maravilhosas que combinam perfeitamente com paté de “foie a gras”, e com frios como salame e presuntos.

icone uva cinzaExtra Dry

De 12 a 20 gramas de açúcar por litro, considerado o carro chefe do Prosecco, com uma nota decididamente adocicada. Estamos em frente a um espumante clássico que pode acompanhar pratos de legumes, carnes brancas, peixes cozidos e grelhados ou então uma salada de frutos do mar.

icone uva cinzaDry ou Seco

Entre 18 e 35 gramas de açúcar por litro. Este é um vinho espumante levemente doce. Começamos a nos aproximar de combinações com queijos frescos e moles, como por exemplo, o Brie e também com sobremesas que não sejam extremamente doces.

icone uva cinzaDemi-sec

De 33 a 50 gramas de açúcar por litro. São excelentes para acompanhar tortas de frutas, peras assadas e doces simples.

icone uva cinzaDoce

Mais de 50 gramas de açúcar por litro. É o clássico vinho espumante doce, combinação perfeita com qualquer tipo de sobremesa.

Se quiser conhecer mais detalhes sobre os espumantes, clique aqui.

 

 

2 comentários sobre “Conhecendo os Graus de Doçura dos Espumantes

  1. Herbert Tartarotti - profissinal de propaganda e marketing

    Com todo respeito ao conteudo da sua pagina, ha um erro na frase: ”Vamos então conhecer e desmistificar esses graus de doçura:”. O certo seria:
    ”Vamos então conhecer e desmitificar esses graus de doçura:”. Ou seja, quando se acredita numa coisa que eh um mito, e derrubamos aquele mito. ‘Desmistitificar’, trata-se de nao tornar mistico, religiosos ou espiritual.

    Segue ahi minha contribuicao.

    abs,

    Herbert

    1. Iaponira Diniz Autor da Postagem

      Oi Herbert,

      Muito obrigado pela sua colaboração, e espero que qualquer coisa que chame a sua atenção no nosso blog é só deixar aqui uma mensagem.
      No caso desse artigo, quando ele foi escrito, utilizamos a palavra desmistificar não com a intenção de desfazer um mito, que como você disse a palavra correta seria “desmitificar” sem o “s”.
      Nossa intenção ao escrever desmistificar foi no sentido de desfazer um mistério, esclarecer uma situação misteriosa.
      Nesse caso a palavra correta é desmistificar, exatamente como escrita no post.

      Essa nossa língua portuguesa é maravilhosa né? Dependendo de como interpretamos temos significados diferentes, consequentemente uma escrita diversa.

      Por isso, mais uma vez te agradeço o comentário, e já sabe se encontrar qualquer coisa que não esteja correta é só nos avisar.
      Para nós, críticas são sempre muito bem vindas.

      Grande abraço,
      Iaponira & Massimiliano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *